Contratar seguro automóvel: 5 dicas na hora de contratar

Contratar seguro automóvel: 5 dicas na hora de contratar

Ter um seguro de automóvel é muito importante, pois pode evitar vários prejuízos financeiros e dores de cabeça por conta de acidentes ou problemas que possam acontecer ao veículo. Veja 5 dicas na hora de contratar seguro automóvel.

Dicas para contratar seguro automóvel

1.      As coberturas fundamentais.

O valor de um seguro automóvel pode variar muito de acordo com as coberturas que ele oferece. Muitas pessoas deixam várias coberturas de lado para baratear o custo, no entanto, algumas coberturas são essenciais, e não devem ser deixadas de fora. Elas são cobertura contra roubo e furto, colisão, incêndio.

2.      Procure por um seguro que seja adequado a você.

Antes de contratar seguro automóvel, é importante procurar pelo seguro que mais se adeque as suas necessidades, e que também caiba no seu bolso. Existem diferentes seguros de automóvel, e eles oferecem diferentes serviços e coberturas. Caso precise de um carro diariamente, por exemplo, um seguro com carro reserva pode ser o ideal.

3.      O valor do seguro muda de acordo com o veículo:

Isso é óbvio para alguns, mas nem todas as pessoas sabem que o valor do seguro automóvel vai depender de qual é o veículo do cliente. Isso não acontece com todas os seguros, então é importante checar.

4.      Faça cotação em várias seguradoras.

Uma boa dica para se encontrar e contratar seguro automóvel mais adequado para você é fazer cotação em várias seguradoras diferentes. Isso vai te ajudar a saber melhor os planos oferecidos, as suas características e os preços. Existe como fazer cotação online ou ligando para a seguradora.

5.      Os adicionais.

A maioria dos seguros automóvel oferecem vários serviços adicionais. Esses serviços podem ser muito bons para você, ou nem tanto, o que tornaria um gasto desnecessário ter eles. Por isso, é muito importante que você avalie os serviços adicionais antes de contratar seguro automóvel.

Máquina de cartão: 3 melhores opções do mercado

Máquina de cartão: 3 melhores opções do mercado

Durante vários anos, o mercado de máquinas de cartão de crédito foi dominado por grandes empresas. Banco, e empresas pertencente a conglomerados bancários controlavam o mercado.

No entanto, desde a metade da última década, com a abertura do mercado, houve um crescimento nesse setor, até então nunca visto. Ótimo para quem vende, pois com mais opções no mercado, fica possível encontrar serviços diferentes, com valores diferentes.

Porém, com esse número cada vez maior de empresas oferecendo máquinas de cartão, saber qual escolher pode pareder complicado. Conheças as 3 melhores opções do mercado, e escolha a máquina que mai se adeque a seu negócio.

1. Maquinão iZettle

O Maquinão da iZettle é considerada a máquina mais resistente do mercado, além de possui um design atraente. A empresa garante até 8 horas de autonomia com apenas uma recarga de bateria.

A máquina não tem cobrança de taxas de aluguel, e pode ser comprada por 12x de R$14,90. Também não há cobrança de taxa de antecipação e nem de taxa de depósito.

2. Minizinha PagSeguro

A Minizinha é a máquina mais famosa da sua categoria. Oferecida pela PagSeguro, a é máquina de cartão com menor custo de aquisição do mercado. A Minizinha pode ser adquirida por 12X de 4,90, e pode ser contratada diretamente pelo site da empresa.

Um aspecto bem competitivo dessa máquina, é que com ela é possível aceitar, além das principais bandeiras, cartões alimentação e refeição. A Minizinha não possui chip, sendo assim, é necessário ter celular parar realizar as vendas.

3. Sumup Total

A Sumup é nova no Brasil, mas essa empresa alemã tem uma fatia considerável do mercado europeu quando o assunto é meio de pagamento. A Sumup Total é a opção de máquina com mais benefícios oferecida pela Sumup.

A máquina, que pode ser adquirida diretamente pelo site da empresa, não tem cobrança de aluguel, e custa 12x de R$29,90. As taxas praticadas pela Sumup são as melhores do mercado. Apenas 1% no débito e 3,10% no crédito.

Empréstimo: Veja como não errar na hora de pedir um empréstimo

Empréstimo: Veja como não errar na hora de pedir um empréstimo

Seja para imprevistos, emergências, dívidas ou oportunidades. Mais cedo ou mais tarde, boa parte das pessoas pode precisar recorrer a um empréstimo. Com uma gama enorme de opções de empréstimos provenientes de instituições financeiras, bancos, cooperativas, entre outros, é necessário estar atento e ser criterioso no momento de escolher a melhor opção.

Veja nesse artigo como avaliar as opções para não errar na hora de pedir um empréstimo.

Custo do empréstimo

O primeiro ponto que o cliente deve estar atento antes de pedir um empréstimo são as taxas. A principal delas, a taxa de juros, é um critério comumente avaliado por todos na hora de recorrer a um empréstimo. Porém, além dela existem outras taxas como o IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) que se trata de um imposto federal. Além disso, existem outras tarifas de cadastro que varia dependendo da instituição.

Uma forma simples de comparar todas estas taxas é consultar o CET (Custo Efetivo Total) do empréstimo, nele estão inclusas todas estas taxas cobradas no empréstimo. Antes de fechar o contrato de empréstimo, solicite a instituição o valor do CET e compare com as outras opções que você possui.

Segurança do empréstimo

Outro ponto importante para não errar ao pedir um empréstimo é certificar-se que a instituição é confiável, se não se trata de uma instituição renomada pesquise a sua reputação. E lembre-se de jamais efetuar nenhum depósito antecipado, pois pode se tratar de golpe.

Valor do empréstimo

As operações de empréstimos normalmente apresentam taxas relativamente altas. Dessa forma, é de extrema importância que o cliente se certifique que não irá apresentar dificuldades no momento de quitar suas parcelas.

Uma dica é não comprometer mais de 30 % da sua renda líquida mensal nas parcelas para pagamentos de todas as dívidas e empréstimos. Desta forma, o seu risco será reduzido.